Natus Vini

Portugal

Alentejo

Vidigueira

Hamilton Reis

Fator XPTO: Vivemos na nossa vinha, adormecemos por cima dos nossos vinhos, mantemos um cordão umbilical com cada planta e garrafa.

Hamilton Reis em direto:
“Em 2008, no sopé Sul da Serra do Mendro, em pleno coração da Vidigueira, Alentejo, adquirimos uma parcela de terra. Num terroir puro e genuíno, sonhamos em criar uma vinha, um vinho, uma família.
O mínimo impacto e a máxima preservação, são as ferramentas utilizadas na potenciação da expressão e identidade da nossa terra.
Procuramos produzir vinhos de caracter, com cunho, vinhos de tradução do clima de dias quentes e soalheiros, com noites varridas a brisas frias. Vinhos de um solo mediterrâneo de xisto, onde a baixa fertilidade os faça crescer em complexidade e mineralidade. Vinhos de castas locais, adaptadas e de tipicidade. Vinhos do homem, mas de baixa intervenção, de respeito pelos elementos e manutenção da história.
A vinha, plantada à mão, encontra nos tintos o Castelão, Alfrocheiro, Tinta Miúda e Trincadeira. Com condução em vaso alto, a vinha não armada respeita a natureza trepadora da planta. Controlamos o coberto vegetal por corte mecânico, sem uso de herbicidas. A regeneração de matéria orgânica localmente, encerra em ciclo a fertilidade desejada. Em processo de certificação Biológica, não usamos qualquer tipo de pesticida, herbicida ou inseticida.
Plantadas em ramada a 2m de altura, as uvas brancas amadurecem à sombra, mantendo a sua natural acidez e alcançando maturação, a taxas menores de álcool. Expressão de brancos densos, de boa acidez fixa e estruturados em boca.
A adega, com seculares Talhas de barro alentejano onde fermentamos mostos tintos, na ausência de massas. Os vinhos obtidos, são retirados com as borras finas para pipas, onde, sobre constante agitação de borras, acontece a fermentação maloláctica. O posterior estágio de 12 meses em barricas usadas, procura a complexidade e estabilidade dos vinhos.
A curtimenta parcial dos vinhos brancos, é seguida de fermentação em barricas usadas. No final da fermentação, as borras totais são agitadas, até que a gordura de boca desejada seja obtida.
No regresso ao passado de um Alentejo de tintos de cor aberta, com maior frescura e elegância, e vinhos brancos untuosos, densos e ricos, reside o nosso tributo à região.
Natus é resultado de sonhos, de construções e de uma vontade imensa de ser feliz. Cada dia é vivido intensamente, com paixão e amor pela vinha, pelo vinho. Aqui dormimos e acordamos todos os dias.”

Contactos

Voltar